Aplicada inversão do ônus da prova para a consumidora

Em decisão de 07 de novembro de 2017, a 16ª Câmara de Direito Privado do TJSP entendeu por bem aplicar a inversão do ônus da prova em favor de consumidora, que foi negativada pela empresa Luizacred.
No Acórdão, argumentou o Relator Des Mauro Conti Machado, que inexistia prova da origem da dívida e que as prestadoras de serviços respondem independente da existência de culpa pelos danos causados a consumidores.
esta decisão ainda está passível de recurso.

APELAÇÃO 1026914-96.2014.8.26.0001
Apelação n. 1026914-96.2014.8.26.0001